Um pequeno lugar de grande história

Pedi um espaço para escrever um texto neste blog e tive o pedido atendido. Me cederam o espaço para falar sobre um lugar.


Assim que recebi a tarefa minha mente viajou. Voou por lugares e momentos que passei até aterrizar praticamente no quintal de casa. Minha mente me levou a Prainha. A Prainha, ou formalmente conhecida como praia da saudade, é uma pequena Praia da Saudade de São Francisco do Sul, uma das mais antigas cidades do Brasil. Um local simplesmente belo que tem tudo que gosto em uma praia. De um lado um costão com muito verde, e do outro lado de sua pequena extensão, pedras e um sambaqui de antigas civilizações que ali residiram.


Comecei a fazer dessa praia um quintal de casa graças ao avô de minha esposa que tinha uma casa neste local. A casa passou do avô para a minha sogra. Foi reformada mas manteve suas histórias e lembranças. E passou a fazer parte da minha história.

img_20160117_174041_620
Na Prainha, em diversas épocas do ano, fui tomar um banho de mar para recarregar as baterias. Na Prainha curti carnavais com minha namorada, depois esposa e agora também mãe de meu filho. Por sinal um carnaval da Prainha gerou fruto, meu pequeno filhote. Nas pedras da Prainha nos dias de virada de ano já sentei e ao som das
ondas refleti sobre o ano que estava terminando, sonhei e planejei o ano que estava iniciando.
Por essa relação tão íntima com esse quintal de casa, a Prainha que era o lugar da família da minha esposa também se tornou meu lugar, e nos anos que virão também será o lugar de muitos momentos de meu filho.
Passarão viradas de ano e carnavais e ela ainda será a pequena praia com seu costão e suas pedras, simplesmente bela, comum e tão particular a mim como meu quintal.

Memórias de Anderson

Desta vez a memória não é só minha.  😉

Se você também tem uma lembrança que quer compartilhar, mande pra gente! Vamos adorar conhecer seu mundo!

Memórias de Taibelle