Moulin Rouge pela mesa lateral

Quando saímos do metrô em Paris e vimos aquele belo Moinho Vermelho, foi encantador.

Chegamos lá atrasados, a grande fila já havia se desfeito e por isso foi mais mágico ainda. Me senti no próprio filme do Moulin Rouge, onde entramos sendo conduzidos e encaminhados a nossa mesa de garçom em garçom. Nossa mesa ficava na lateral esquerda do palco, na parte de cima. Logo pedimos o nosso vinho e comemoramos nossos 4 anos de casados.

Nesse momento percebi onde estava, num dos lugares mais conhecidos do mundo, encantada com aquele lugar iluminado pelo grande palco e abajures vermelhos. Pelas fadas bailarinas, pela piscina com cobras, pelas piadas do stand up, pelos cantores voadores, pelo cenário maravilhoso que mudava a cada apresentação. Por tudo que aquele Moinho vermelho proporciona desde 1889. Uma alegria sem fim!

Então apenas agradeci!

Para quem um dia pretende ir, e para os que já foram matarem as saudades, Moulin Rouge!

 

 

Ah, e depois do show dá para ir ao bar ao lado! Só não pode perder o metrô para voltar. 😉

Memórias de Taibelle